O Guia WordPress: Como Criar Um Blog Do Zero Em 4 Etapas

Como iniciar um blog?

Até agora você viu que para iniciar o seu negócio online de afiliado você precisa escolher o seu nicho de mercado, definir o seu persona.

Agora você irá aprender como montar a sua estrutura online.
Neste artigo você verá:

  • Como criar um blog
  • Como registrar um domínio
  • Como contratar uma hospedagem

Quero que você conheça a história da Priscila.

Certa vez ela estava com muita vontade de iniciar um blog para compartilhar o seu conhecimento para o mundo. E a maior dúvida que teve no início foi em qual plataforma começaria.

Ela sem muito conhecimento sobre sites, decide iniciar em uma plataforma gratuita do google chamada de blogger .

Assim, ela inicia a execução o seu projeto. Cria, edita e posta artigos toda semana.

Dia vai e dia vem, ela não recebe ninguém no site.

Passa muito tempo criando conteúdo mas ninguém os acessa.

Até que após meses de muita dedicação a Priscila passa a receber 100 visitas por dia. Ela muito feliz com o progresso continua com os seus esforços, criando muito conteúdo de qualidade e divulgando nas principais redes sociais.

Ao longo de um ano de blog notou que o blogger tem a limitado em várias coisas.

  • O nome do domínio não fica profissional porque fica com o nome blogspot.
  • Não oferece organização por categorias
  • Não aceita plugins

Um ponto importante de falar é que se der algum problema nesses serviços gratuitos, você pode as vezes não ter a ninguém a recorrer ou reclamar.

Pois essas empresas gratuitas não se compromete em entregar um serviço profissional e que funcione 100% das vezes, ou seja, não são muito confiáveis. Assim você pode correr o risco do blog parar de funcionar a qualquer momento. E se isso acontecer todo o trabalho feito vai por água abaixo.

O blog da Priscila passa a crescer ao longo de 2 anos. E a necessidade de ir para uma plataforma mais robusta e profissional também.

Só que agora ela tem um grande problema:

Ao longo do tempo que é postado conteúdo no site, o google vai indexando nos seus resultados de pesquisa. E muitos artigos já criados acabam atraindo visitas devido ficarem bem posicionados com o conteúdo relevante.

E quando a Priscila decide mudar a plataforma, parte ou todo o tráfego conquistado com  muito trabalho no blog, pode ser perdido da noite para o dia.

Mas Adiones é só a Priscila pegar todo o conteúdo do blogger e colocar no wordpress!

Sim, ela pode fazer isso.

Mas se ela migrar todo o conteúdo do blogspot para outra plataforma, wordpress por exemplo. Será notado pelo motor de busca do google como conteúdo duplicado. Pois os artigos já foram indexado no blog antigo.

Esse é o maior problema que vejo em começar por uma blog gratuito. Se você começar desde o início por um profissional vai ajudar a evitar grandes dores de cabeça no futuro.

Sem contar que com uma plataforma profissional como a do wordpress (pago), você acaba tendo muito mais recursos para melhorar a identidade visual e a otimização do seu blog para mais resultados.

Então vamos agora ver os passos para começar:

#1. Registro do domínio

Para nós conseguir criar um site primeiro precisamos de dar um nome a ele.

É como um terreno que compramos para construir a nossa casa.

Após escolher e validar um nicho e definir o seu persona, iremos escolher um nome de domínio e registrá-lo em uma empresa desse seguimento.

Domínio é simplesmente o nome de uma URL.

Exemplos:

  • www.globo.com.br
  • www.magazineluiza.com
  • www.sbt.com.br

Um domínio é pago anualmente (apenas uma vez por ano).Os valores fica em torno de 20 a 40 reais dependendo da empresa que você escolher. Um domínio possui várias extensões (.com, .com.br, .net. .info, .org).

Os mais usados pelos blogueiros é o .com e o .com.br. Eu pessoalmente gosto de usar penas esses dois também, pois são os mais conhecidos pelas pessoas.

#2.Empresa de hospedagem

Após o registro de um domínio precisaremos contratar uma empresa de hospedagem.

É através de uma hospedagem que armazenamos todo o conteúdo que criamos ao longo do tempo. E é pela hospedagem que o nosso blog vai ficar disponível para as pessoas acessar na internet.

Isso inclui todas as páginas, wordpress, imagens, artigos e assim por diante. O registro do domínio é apenas o nome da sua marca, já a hospedagem é responsável ao armazenamento de tudo.

Optei pela empresa hotgator pelo excelente suporte da empresa. Onde consigo suporte 24 horas via chat.

Portanto a qualquer momento que precisar consigo conversar com alguém do suporte e isso faz toda a diferença.

Já trabalhei com uma outra empresa no qual o suporte era horrível. Enviava um email e só recebia retorno dias depois.

E dependendo do problema que você enfrentar muitas vezes a solução precisa ser o mais rápido possível.

#3.Wordpress

O wordpress é uma plataforma gratuita para construção de blogs e sites de negócios na internet, ele é um software, um sistema que permite construir de forma muito simples sites profissionais.

Tudo pode ser feito sem precisar ter nenhum conhecimento em linguagem de programação (html, css, java e etc) qualquer pessoa consegue criar e gerenciar um site através dele.

E nós o usaremos para a criação do nosso projeto.

3.1- Plugins do WordPress

Plugins oferecem funções personalizadas e funcionalidades para que cada usuário possa personalizar o seu site segundo suas necessidades específicas.

3.2 – DNS

DNS significa Domain Name System (Sistema de Nomes de Domínios).

É um computador com uma espécie de banco de dados que relaciona o endereço “nominal” de um site como www.uol.com.br  com o endereço real onde está a página na rede (hospedagem) para poder acessá-la.

Esse “endereço real” é dado pelo número de IP (Internet Protocol).

Resumindo: é apontar o endereço de IP (dns) para o serviço de hospedagem que você escolher.

Caso você decida registrar um domínio em uma empresa e contratar o serviço de hospedagem em outra empresa, então nesse caso você deve fazer o apontamento de DNS da empresa de domínio registrado para a empresa de hospedagem que você contratar.

Agora, se você contratar a hospedagem e o registro de domínio pela mesma empresa, normalmente a configuração de DNS será feita automaticamente pela empresa contratante.

3.3 – Cpanel

O cpanel é um software de gestão de alojamento web.

Permite criar e-mails, contas de FTP (File Transfer Protocol), gerenciar arquivos, atribuir proteções de diretórios, adicionar tarefas cron, redirecionar e-mails, criar subdomínios, adicionar domínio suplementares entre muitas outras funções.

Resumindo: o cpanel é um painel que possibilita a administração de sites. E é através dele que instalamos o wordpress. O cpanel fica no serviço de hospedagem.

 4.Como escolher um tema para o seu blog

Depois de registrado o domínio e instalado o blog o próximo passo é escolher um leyout. O design do site é importante para passar credibilidade para os visitantes e aumentar as suas conversões.

Temos centenas de opções de temas para wordpresse.

E nessa escolha você tem duas opões:

  • Temas gratuitos
  • Temas pagos

A escolha precisa ser levada em conta o tipo de site que deseja criar.

  • Site institucional: muito usado por empresas para deixar informações e contato
  • Blog: Esse é o modelo que estamos a focar, no qual usamos o modelo de criação de conteúdo e relacionamento com os visitantes
  • Ecommercer: Esse é um modelo usado por pessoas que desejam montar uma loja online.

4.1 – Customização do leyout 

Cada tipo de tema possui as suas funções, mas nem todos tem os recursos que iremos precisar.

Como o modelo que estamos focando trata-se de um blog de nicho, precisaremos de um tema customizável. Onde permite recursos extras, como a integração ao ferramentas de email marketing, redes sociais, formulários, entre outros recursos para o sucesso do blog.

Um detalhe importante é que a maioria dos temas não possui todos os recursos necessários, mas podemos complementar essa falta adicionando plugins do wordpress.

4.2 – Requesitos de Seo

 Além disso para facilitar a indexação do site nos mecanismos de busca e velocidade de carregamento, é importante que o template seja amigável para o google.

4.3 – Tema responsivo

 As pessoas estão cada vez mais acessando a internet através de um smarphone.

E se o seu tema não se adequar para esse tipo de tela, o seu blog pode ficar para trás. O tema precisa se ajustar automaticamente de acordo com o dispositivo utilizado pelo usuário.

4.4 – Atualizações

Outro ponto importante é avaliar se o template escolhido se atualiza constantemente. Pois isso garante a melhoria e adaptação de acordo com os avanços da tecnologia. Evitando possíveis erros do leyout ao longo do tempo.

Vamos em frente, para continuar clique no botão abaixo: